Mulheres avaliam a dor como mais intensa

mulheres-inpa-dor-intensa

De acordo com um estudo realizado por pesquisadores da Escola de Medicina de Stanford, nos EUA, as mulheres avaliam a dor de forma mais intensa do que os homens. Os autores do trabalho analisaram 160 mil registros eletrônicos, nos quais os pacientes avaliavam a dor em uma escala de 1 (dor mínima) a 10 (dor extrema).  A pontuação atribuída pelas mulheres era maior em praticamente todas as doenças.

Outros estudos já avaliaram a diferença na percepção da dor entre homens e mulheres, entretanto, analisando apenas a prevalência dela: a quantidade de homens versus a quantidade de mulheres com um determinado problema clínico e que estão com dor. Já os cientistas de Stanford, preferiram focar na avaliação da intensidade da dor, investigando quem a percebe como mais forte.

Com informações: Portal R7.

Share

Comente!