Princípio 1 para o casamento dar certo

Já mencionei, em posts anteriores, Os Sete Princípios para o Casamento dar Certo, de John Gottman e Nan Silver. E, sobre essa obra, resolvi fazer sete posts, um post para cada princípio abordado no livro, de forma que você possa refletir um pouco mais sobre a sua relação conjugal, tendo como base uma obra importantíssima para quem precisa realizar céleres e profundas mudanças frente à relação.
Responda rapidamente, você sabe qual a cor favorita do seu cônjuge? Qual o filme preferido dele(a)? Qual foi o dia mais feliz e o mais triste da vida dele(a)? Atualmente, tem alguém no trabalho gerando algum tipo de problema para ele(a)? E se você tivesse que cozinhar para ele(a), qual prato você faria? E, então, foi fácil responder ou você ainda está pensando nas perguntas anteriores?

Há cônjuges que parecem estranhos um para o outro, mesmo após tantos anos de convivência. Não sabem sobre a comida preferida um do outro, não lembram qual música tocou na cerimônia de casamento deles, não guardam a memória de informações trazidas de um para o outro sobre questões íntimas, pessoais. Pouco sabem sobre detalhes históricos ou presentes da vida um do outro.

Para esses casais, há o Princípio Número 1: Aprofundar o Conhecimento Mútuo. É necessário estar familiarizado com o universo do outro. E isso inclui saber e lembrar nomes de familiares, amigos, colegas de trabalho, gostos pessoais relacionados a música, programadas de TV, livros, etc. Para se engajar nesse princípio, provavelmente, você e o seu parceiro terão que conversar mais, mudar os temas das conversas, aprofundar mais determinadas interações verbais, dar atenção exclusiva quando o outro fala, demonstrar interesse, se envolver com o que está sendo dito a você. Diante desse conhecimento mútuo, afirmam os autores, há maior preparação para enfrentar situações estressantes e conflitos, algo comum a toda e qualquer relação conjugal.

Por Fábio Caló, psicólogo.

Share

Comente!