Medo de Dirigir

Você tem medo de dirigir?

medo-de-dirigirO medo de dirigir é observado, principalmente, em mulheres com idades que variam de 30 a 45 anos.

Não se descarta, entretanto, a possibilidade de que homens e mulheres de outras idades apresentem o medo de dirigir.

Dessa forma, esse medo é experienciado como uma sensação subjetiva de desconforto quando se está ao volante do veículo.

Pode ser acompanhadao de aceleração dos batimentos cardíacos; transpiração excessiva; tremores nos braços e pernas e pensamentos ruins como a possibilidade de bater o carro, causar acidentes ou ferir alguém. Por isso, o tratamento é necessário.

Após algumas experiências desagradáveis, a pessoa tende a evitar assumir a direção do carro. Por conseguinte, restrição da participação em atividades sociais e comprometimento da autonomia para realizarção de atividades rotineiras.

Além disso, é apresentada ao cliente uma proposta de intervenção com o número previsto de sessões e a duração estimada do tratamento para medo de dirigir

Intervenção Psicológica: por meio de técnicas como reformulação de conceitos errôneos sobre o ato de dirigir, relaxamento, dessensibilização sistemática dentre outras. Dessa forma, o psicólogo procura preparar paciente para (re)assumir o veículo sem que haja níveis disfuncionais de medo/ansiedade;

Avaliação das Habilidades Específicas: um pedagogo, que também é instrutor de trânsito credenciado pelo Detran-DF, faz uma avaliação para identificar o déficit de habilidades e competências necessárias ao trânsito e apresenta relatório com plano de intervenção (aulas).

Aprendizagem e Reaprendizagem: o pedagogo conduz aulas de direção para que a(o) cliente (re)aprenda as habilidades e competências necessárias à manutenção de um estado corporal de tranquilidade e segurança ao dirigir seu veículo.

Tratamento para medo de dirigir em Brasília

No Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada– DF, o tratamento para medo de dirigir, que alguns podem chamar de “ansiedade ao dirigir” ou até mesmo “fobia”, é realizado por meio de um programa que envolve: avaliação psicológica.

O psicólogo especialista conduz uma entrevista estruturada para:

  1. Levantar o histórico do paciente. Há quanto tempo está habilitado? Quanto tempo sem dirigir? Envolvimento em acidentes? Quais as perdas por não dirigir?
  2. Identificar os principais medos, a presença e/ou intensidade de alterações fisiológicas (taquicardia, xerostomia, sudorese). Nesse estágio, utilizando um aparelho de biofeedback (GSR), avalia-se os níveis da ansiedade produzida em situações relacionadas ao dirigir.
× Quer agendar a sua consulta?