Desenvolvendo a intimidade do casal

Artigo publicado em: 16/09/2009

intimidade-inpa

Por vezes, ouço em consultório a seguinte frase: – Doutor, o problema é que nós não temos intimidade. E devo concordar com os clientes, pois a falta de intimidade é, de fato, geradora de vários problemas na relação. E você, sabe o que significa intimidade na relação a dois?
Muito mais do que viver a sexualidade do casal sem constrangimentos, ter intimidade significa ter abertura com o outro, sentir-se à vontade ao lado dele(a), estar conectado ao outro, ligado a ele(a) de uma forma especial. Essa ligação entre os cônjuges pode até estar presente na área sexual, mas transcende essa área.

Quando um casal desenvolve amplamente a sua intimidade, há muitos ganhos na qualidade da relação. Seguem, então, algumas orientações para se desenvolver a intimidade do casal:

1) Comprometer-se nas discordâncias: Busque o meio-termo quando estiverem diante de um desacerto. Pergunte: – O que faria nós dois felizes?
2) Invista, pelo menos, 30 minutos por dia no seu companheiro: Seja no almoço, no jantar ou conversando baixinho na cama, desligue a TV, esqueça as crianças ou outras preocupações e procure saber como o seu companheiro está, como foi o dia dele, o que ele fez no trabalho.
3) Planejem uma noite ou dia para namorarem e se curtirem: Vista-se de forma a agradar o outro e saiam para jantar fora, assistir um filme ou ir a uma festa. Procurem rir juntos nessa ocasião.
4) Busque a empatia: Procure se colocar no lugar do outro diante das discordâncias. Pense que, com a história de vida dele(a), você também poderia pensar ou agir como ele(a).
5) Mostre curiosidade e interesse pelo seu parceiro: Quando ele(a) falar, olhe nos olhes dele(a) e escute atentamente o que ele(a) tem a dizer.
6) Surpreenda o seu parceiro: Proponha, subitamente, uma atividade que vocês possam fazer juntos ou algo de que ele(a) goste. Quem sabe uma viagem para uma cidade próxima ou uma aula de dança?
7) Escreva mensagens de amor: Deixe mensagens de amor na agenda dele(a), na tela de abertura do celular ou no bloco de anotações do escritório.
8) Valide o seu parceiro: Reconheça atitudes dele(a) que têm relevância para o casal e diga isso para ele(a) e/ou para outras pessoas na frente dele(a).
9) Mostre respeito: Contenha o volume da voz nas discussões, evite críticas desnecessárias e procure ouvir antes de dizer qualquer coisa num momento de uma conversa dura.
10) Divida responsabilidades: Assuma a sua parte de responsabilidade nas tarefas domiciliares e se ofereça para ajudar quando puder.

Se você tentou todas essas formas de desenvolver a intimidade com o seu cônjuge, mas não foi bem-sucedido e pensa que não há mais esperança, considere a Terapia de Casal como uma ferramenta importante para desenvolver ou resgatar a confiança e a intimidade na relação.

Share

Comente!





NEWSLETTER