Amor torna o sexo melhor para maioria das mulheres

Amor e comprometimento podem tornar o sexo fisicamente mais satisfatório para muitas mulheres, de acordo com Penn State Abington Sociologist.
Em uma série de entrevistas, mulheres heterossexuais com idades entre 20 e 68 anos e de origens distintas, disseram que acreditavam que o amor era necessário para máxima satisfação tanto nos relacionamentos sexuais quanto no casamento. Os benefícios de estar apaixonada por seu parceiro sexual é mais do que simplesmente emocional, a maioria das mulheres no estudo apontaram que amor torna o sexo mais prazeroso.

“As mulheres disseram que elas associam amor com sexo, e que o amor realmente aumentou a experiência física do sexo”. aponta Beth Montemurro, professora associada de sociologia.

Mulheres que amavam seus parceiros sexuais, também declararam que se sentiram menos inibidas e mais dispostas para explorarem sua sexualidade.

“Quando mulheres se sentem amadas, elas podem estar mais dispostas ao sexo não só porque elas confiam em seus parceiros, mas também porque sentem que está tudo bem em fazer sexo quando amor está presente”, aponta Montemurro.

Enquanto 50 mulheres num contexto de 95 que foram entrevistadas, disseram que o amor não era necessário para o sexo, apenas 18 mulheres inequivocamente acreditam de que o amor era desnecessário em uma relação sexual.

Mulheres mais velhas que foram entrevistadas apontaram que essa conexão entre amor, sexo e casamento permaneceu como uma questão importante ao longo de suas vidas, não só em certas épocas específicas.

A conexão entre amor e sexo pode demonstrar como mulheres são ensinadas em perceberem o sexo como uma expressão do amor, aponta Montemurro. Apesar de décadas de movimentos em prol dos direitos das mulheres, e um aumento sobre a consciência do desejo sexual feminino, os meios de comunicação continuam a transmitir uma forte mensagem cultural para mulheres conectarem sexo e amor e de olhar com menosprezo para garotas e mulheres quem praticam sexo fora de relações estáveis.

“De um lado, a mídia pode parecer mostrar que sexo casual é bom, ao mesmo tempo, filmes e televisão, especialmente, tendem a retratar mulheres que praticam sexo fora de relacionamentos comprometidos de forma negativa”, aponta Montemurro.

De um modo similar, a mídia muitas vezes retrata casamento como frequentemente sem sexo, apesar de os participantes do estudo apontarem que sexo era uma parte importante de seus casamentos, de acordo com Montemurro, que apresentou seus resultados hoje (19/08) no encontro anual da Associação de Sociologia Americana.

“Para as mulheres que eu entrevistei, elas pareceram falar que você precisa de amor no sexo e você precisa de sexo no casamento”, aponta Montemurro.

Montemurro, de setembro de 2008 a julho de 2011, conduziu de forma detalhada entrevistas com 95 mulheres que moravam na Pensilvânia, Nova Jersey e Nova York, as entrevistas em geral duraram 90 minutos.

Apesar de algumas das mulheres que foram entrevistadas terem tido que tiveram relações sexuais com outras mulheres, a maioria das mulheres são heterossexuais e todas estavam envolvidas em relacionamentos heterossexuais.

 

Tradução: Leonardo Murilo Leão – Acadêmico de Psicologia da PUC – GOIÁS

Link Original: https://www.eurekalert.org/pub_releases/2014-08/ps-lms081914.php

Link da Imagem: https://www.reconnectuk.com/

Share

Comente!