Atitudes agressivas nos líderes e transtornos psiquiátricos na equipe

transtornos-psiquiátricos

Atitudes agressivas nos líderes aumentam chances de transtornos psiquiátricos na equipe.

A conclusão é apresentada em um relatório elaborado pelo National Institute for Health and Clinical Excellence (Nice), da Grã-Bretanha. 

De acordo com os pesquisadores, a postura negativa dos chefes representa o maior risco à saúde mental dos trabalhadores.

Conforme os dados da pesquisa, perde-se cerca de 13 milhões de dias de trabalho por ano em função destes transtornos. O que tem custado cerca de US$ 46 bilhões por ano ao país.

Os autores do estudo chamam a atenção para o fato de que atitudes simples podem reduzir em um terço a quantidade de transtornos psiquiátricos entre os colaboradores.

Tais como: comentários de aprovação; outros tipos de recompensas sociais por um trabalho bem feito; horários de trabalho mais flexíveis, entre outras.

Dessa forma, a prevalência de transtornos psiquiátricos ligados ao estresse e ansiedade é bem maior em ambientes comandados por pessoas agressivas ou negativistas.

O relatório recomenda também que os empregadores invistam em treinamentos para seus gerentes e líderes.

De tal forma que, desenvolvam-se  as competências comportamentais necessárias para lidarem adequadamente. Mesmo que o ambiente repasse demandas geradoras de estresse na organização.

Assim sendo, os demais colaboradores devem ser orientados a como podem se desenvolver profissionalmente. Além de receberem apoio de seus líderes para investirem na carreira.

Portanto, um ambiente organizacional saudável e aberto ao diálogo tende a diminuir a  incidência de transtornos psiquiátricos na equipe.

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil

Inpa- Instituto de Psicologia Aplicada-

Share

Comente!





× Quer agendar a sua consulta?