Técnica de Estimulação Cerebral pode reverter os efeitos do Mal de Alzheimer

O Mal de Alzheimer é uma doença degenerativa que, até o momento, era considerada irreversível pela medicina. Entretanto, uma pesquisa recente desenvolvida na University of Toronto, está usando uma técnica conhecida como Estimulação Cerebral Profunda, que envolve a aplicação de eletricidade em certas regiões do cérebro, para buscar novos resultados.

O estudo canadense envolveu seis pacientes submetidos à estimulação por 12 meses. Após o período, dois pacientes não só apresentaram o processo esperado de deterioração – que é de 5% ao ano – revertido como essa área também voltou a crescer, com aumento de 5% em um e 8% em outro paciente.

Os resultados podem ser considerados realmente inovadores, e a pesquisa tem continuação em abril, com a inscrição de aproximadamente 50 pacientes.

Fonte: BBC – Brasil

Share

Comente!